Comentando a Cura

Estava lendo um texto da Carla, em seu blog, sobre Cura…texto bem profundo mesmo, mas não achei local pra fazer comentários…não aparece…não sei pq, mas vou falar um pouco disso aqui tb.
Trabalhei no ministério de cura interior durante uns 6 anos, mais ou menos. E entendi perfeitamente tudo o que ela falou lá. Essa coisa de “quem perdoa esquece” realmente não é bem assim. Bom seria se fosse, quase mágica…mas não é.
E estar disposto a abrir a ferida para um tratamento…sabendo que vai doer…é complicado. Nem todo mundo aceita isso. Claro, que conhece a Deus se sente mais estimulado a isso. Os psicólogos e psiquiatras estão cheios de gente com esse problema: o que fazer com as mágoas, com as dores e feridas que não cicatrizam nunca!
Particularmente, tenho uma certa dificuldade com o perdão. E digo isso sem muita preocupação com o que vão pensar…não me interessa mesmo.
Por causa da minha personalidade, auxiliada e muito pela minha formação jurídica, tendo a buscar justiça (punição? pode ser…). Quem se prepara para o mundo jurídico é treinado, e muito, para sempre buscar o direito de cada um, indenização, punição, seja o que for. O que não aprendemos de maneira nenhuma é a ficar parados, ou a “perdoar” o ofensor…isso não existe no direito, praticamente. Podemos até fazer acordos, mas perdoar? Que que é isso, ta brincando?
Soma-se a isso minha preparação para a magistratura por 5 anos…julgar tudo e todos…decidir quem tem razão. É mole?
Assim, tenho dois ingredientes na vida que me complicam muito a solução das feridas. Eu quero justiça, punição, julgar e resolver a coisa toda o mais rápido possível. Claro que, se as feridas são minhas, eu é que tenho razão…Já viram, né?
Mas convenhamos, tem coisas que não dá pra simplesmente “perdoar”…me perdoem os crentes, que vão querer me apedrejar, mas tem coisas que não dá. Na minha visão da vida, há injustiças que não podem ser deixadas pra lá! Ok, Jesus foi injustiçado ao máximo e perdoou…bom, vou dizer algo mais bizarro ainda: não sou muito parecida com ele nisso.
Eu realmente acho que algumas pessoas, e falo mais especificamente de quem detém alguma forma de poder, usam essa desculpa de que “tem que perdoar” pra manter injustiças e mascarar comportamentos errados. Então, não ajudamos muito a essas figuras qdo adotamos um comportamento “pacífico” demais, sabe? Se ninguém soltar o berro fica tudo na mesma, perpetua-se a coisa que está errada. Ou o ser humano não tem essa tendência de deixar como está se ninguém reclamar?? Claro que tem…
Eu sinceramente não abro mão da minha característica de não aceitar o que acho injusto, comigo ou com qq um.
Uma coisa é dar um “tapa na cara” de alguém…dói, fere, magoa…mas dá pra resolver. Afinal, foi um tapa só…
Outra coisa é ficar batendo, batendo, achando que não está fazendo nada de mais… Estou falando em sentido figurado, claro. Esse bater é um comportamento, uma visão, um entendimento, ideologia, cultura. Querem um exemplo?
O machismo. Ele dói MESMO, de muitas formas diferentes…mas tem homens que têm esse comportamento e negam…tipo: “não, isso não é preconceito!” Pera aí: em quem está doendo? É na mulher? Então quem é a pessoa legitimada a reclamar da dor?
Daí vem aquela coisa: não, temos que perdoar…um dia isso vai mudar…vão ver a verdade…
Quer saber? ME INCLUI FORA DESSA!
Se fosse assim não haveria abolição da escravatura, a mulher não poderia trabalhar, nem votar, nem ao menos ser contada!!!!!
Esse tipo de ferida, na minha modesta opinião, não pode ser curada assim, facilmente…porque é constantemente atingida de novo…e de novo…e mais uma vez… Haja curativo!
É claro que Deus ajuda muito nesse processo, sem Ele ia ficar brabo! Mas eu sou a favor do berro…hehehehehe…quem não chora não mama, não é?
Para os que discordam…tudo bem…eu perdoo…hahahahahaha…essa sou eu, fazer o quê?!?!
Bjocas!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s