As frustrações da vida…é dose…

Hoje estava pensando sobre as frustrações e o que elas deixam como marca nas nossas vidas. Como sou muito melancólica por natureza, tendo a me fixar bastante nas frustrações que inevitavelmente todos na vida têm. Pelo menos em algum momento…E se elas atingem a fé nas pessoas, na vida ou em Deus a coisa fica muito séria.
Eu me dei conta de que a frustração paralisa, acho que essa é uma das principais consequências dela. Isso se dá por algumas razões:
A primeira é que não queremos viver a experiência novamente. Por isso é comum que a gente dê uma parada em tudo. Geralmente as pessoas investem, de várias formas, em alguma coisa como um sonho, ou trabalho, relacionamento…e quando vem a frustração há aquela sensação de tempo perdido, mal investido, desgaste emocional. E como não queremos repetir a dose paramos de investir, seja lá o que for e no que for.
A segunda, que é bem comum, é deixar de acreditar que aquilo no qual investimos é possível. Sim, porque se fosse teria dado certo.
A terceira é o medo: “E se não der certo de novo?” Teremos que achar uma razão para tal fracasso, que pode nos levar a concluir que não somos bons ou capazes o suficiente para fazer dar certo. Ou ainda que não merecemos nos dar bem, pelas mais diversas razões que deixo à criatividade dos leitores.
Falo sobre isso pq esse assunto tem sido a constante meditação nos meus últimos anos…é…anos.
Passar por cima de uma ou mais frustrações não é fácil. O ideal seria aprender com elas e seguir em frente. Aí é que está o problema.
Qdo os projetos de vida não dão certo abre-se toda uma janela de possibilidades, todas bem funestas. São as que eu citei acima. E parece, pelo menos pra mim, que o resto da vida vai ser de tentar descobrir o que deu errado, pq minhas escolhas foram equivocadas, pq decidi por isso e não por aquilo, se fui induzida(o) em erro por outros e etc e etc…
É bem mais fácil nessas horas culpar alguém. Pronto: ele, ela ou um bando de gente foram os culpados e serão punidos de alguma forma (a vingança é bem doce, quando possível, não é? Mas não é por aí tb…).
Só que isso não resolve nosso problema: a paralisia. Não sei qto a vcs, mas essas coisas me deixam estática! Qdo realmente não dá certo, ou não sai como eu desejava, para tudo!!
E vem a pergunta: faço o quê agora???
Algumas pessoas conseguem sair desses dilemas com mais facilidade…que inveja. Para mim é bem complicado.
A minha luta se resume em tentar resolver a coisa, mudar o que tem que ser mudado, ou “quem” tem que ser mudado. Mas isso não dá certo, pelo menos pra mim não deu. É que mudar o que está fora de nós é MUITO difícil, mudar situações, pessoas, opiniões…isso é uma luta hercúlea!
Cheguei à conclusão de que quem precisa mudar sou eu. Qdo a gente decide mudar as coisas mudam ao redor por efeito reflexo. É a lei da ação e reação: toda ação provoca uma reação contrária de mesma intensidade.
Então acho que o caminho é esse: mudar. Isso não é nada fácil , porque implica abrir mão (o que pra mim é quase um absurdo total!). Parar de olhar para trás é uma forma de abrir mão…do sonho, dos projetos, das ideias…e olhar para frente, para o novo. Ter coragem de sonhar novamente.
E eu confesso, é assustador!!! Mas é isso ou passar o resto da vida sofrendo pelo que perdeu ou nem chegou a conquistar. A gente se acostuma a ficar chorando as perdas, o luto…dá uma certa auto-piedade, ou culpa ou talvez um sonho de revanche…sair dessa posição não é mole.
Meu conselho é, se posso dar algum, parar de olhar pra trás. Isso é meio que um aprendizado, um condicionamento mental. Qdo vem à mente, dar um stop! É uma espécie de TCC, terapia cognitivo-comportamental, como diriam os psicólogos, mas dizem eles que funciona.
O ideal é ter uma ajuda terapêutica, o que nem sempre é possível. Um amigo ou amiga pode fazer o papel.
Mas uma coisa é certa: vai doer, não tem jeito.
Para quem pretende passar por esse processo todo: boa sorte! É um caminho árduo, mas acho que vale a pena. (Se eu conseguir conto pra vcs…hehehe).
Abraços.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s