Quem não gosta de controlar?

Controle: todo mundo gosta de ter, sobre si mesmo, sobre as coisas e sobre os outros. Uns mais outros menos. A intensidade varia muito de pessoa para pessoa. Eu gosto muito de controlar, e tudo. As coisas que fogem ao meu controle me deixam em pânico (claro, exagerando um pouco).
Esse é um dos motivos pq eu detesto andar de avião: tem-se algum controle sobre qq coisa ali dentro? Absolutamente nenhum!!! E voar a 10 mil metros de altitude, em um trambolho que eu não sei quem mexeu, pilotado por um cara que, lógico, pode falhar; numa velocidade absurda e com um peso mais absurdo ainda (me perdoem os físicos mas essa coisa de aerodinâmica é uma doideira só) pra mim…é coisa de maluco.
Eu acho até, sem muita convicção, que gostaria de ter ido viajar com meu marido pra Europa hoje (ou de pelo menos ter sido convidada, mas essas “viagens” ficaram no passado). Viajar é bacana, há lugares que queria muito ir, tipo Roma…deve ser linda…o Coliseu…Veneza…mas eu não sei se consigo entrar em um avião novamente. Me deixa muuuuinto estressada. É pânico de verdade. Achei que tinha resolvido isso uns anos atrás, mas não. Continua aqui.
Mas eu estava falando sobre controle. Eu realmente preciso ter um certo nível dele sobre o que acontece ao meu redor. E qdo eu percebo que perdi isso…é horrível. Essa coisa de que “Deus está no comando de tudo” é muito bonita mas não me consola.
E controlar não é “só” mandar, determinar tudo, do jeito que se quer sempre (mandar é bom e eu gosto, confesso). Eu espero sinceramente que não esteja agindo o tempo todo assim (hehe).
Controle, pra mim, tem muito de compromisso, é saber que as coisas estão no lugar onde deveriam estar, onde colocamos, que o combinado está mantido, que a segurança disso é certa. Perder isso é como perder o chão. Será que quero demais?
Talvez haja uma pontinha de manipulação no controle. É do ser humano. Mas eu duvido que exista alguém que queira viver solto ao vento, sem rumo e sem vela, sujeito a chuvas e vendavais. Todo mundo quer segurança na vida, nas finanças, nos relacionamentos, no amor. A mínima que seja.
Ok, eu não quero a mínima…quero a máxima. E isso é um problemão, pq não existe. O risco faz parte.
Quer coisa mais complicada do que perder o controle sobre os filhos qdo eles se tornam adolescentes? É muito duro!!! Agora eu já me acostumei, mas foi bem complicado.
O tempo, não dá pra controlar o tempo…ele passa e nem pede licença!! Que desaforo!
Mas a pior coisa pra mim é acreditar que está tudo na mão, certinho, o sistema funciona,  faço parte dele e, de repente, percebo que estava enganada. Coisas mudam, decisões são tomadas e me sinto como um anexo…aquele que segue o principal. É de chutar o balde!
Bom, depois de tanto palavreado, estou perdendo o tal para meu sono…ele está me vencendo! hahaha
Isso é ótimo, sinal de que a insônia desistiu hoje!!
Um abraço!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s